25 de setembro de 2016

TURISMO EM IÚNA

Fazer as malas ou colocar a mochila nas costas para uma aventura no mundão, férias, descanso, diversão. Uma viagem é transformadora, revigorante, às vezes revolucionária.
Fazer turismo é  um grande investimento pessoal, ganha mais quem viaja, quem sai do casulo ao encontro de surpresas. As experiências de uma viagem são guardadas e aplicadas em projetos construídos ao longo da vida.
Que viajar é bom todo mundo já sabe, o que vou mostrar aqui é um roteiro fantástico para sua próxima folga ou férias.
O turismo agora é na Serra do Caparaó Capixaba, com turismo de natureza, cachoeiras, trilhas, cafezais, vinhos, gastronomia.
A cidade é Iúna, o berço cultural do Caparaó, vamos ao meu TOP FIVE;

1- CAFÉ

Cafés especiais são destaque na rota do agroturismo do Caparaó Capixaba











dicas no SITE 
http://incaper.es.gov.br/Not%C3%ADcia/cafes-especiais-sao-destaque-na-rota-do-agroturismo-do-caparao-capixaba

https://www.facebook.com/circuitoserrasaguasecafezais/photos/?tab=album&album_id=541202019404964

2- GASTRONOMIA



Para se deliciar em uma excelente opção gastronômica na cidade a Adega 3 taninos é o endereço certo, a casa oferece pratos deliciosos da cozinha regional, italiana e portuguesa, e uma adega de vinhos  com mais de 100 rótulos para todos os gostos. 

SITE
https://www.facebook.com/3taninos/

Telefone: (28) 35451671

3- ÁGUA SANTA- SANTUÁRIO DE SANTA LUZIA



No sul do Espírito Santo, em Iúna, existe um santuário para Santa Luzia, a protetora dos olhos e da visão.  Da fonte que há no local jorra água fresca, limpa e, de acordo com muitos fiéis, milagrosa. A água foi canalizada e muita gente chega de longe para beber e levar um pouquinho pra casa. O ritual de fé inclui também lavar os olhos três vezes, para garantir proteção.

Vídeo
https://www.youtube.com/watch?v=xwmh-vl7-ZM

4- CACHOEIRAS

Poço das Antas

Rica por sua beleza natural e pelas águas cristalinas, as cachoeiras de Iúna reservam uma experiência única e incrível para quem tem a oportunidade de as conhecer.  Para facilitar o passeio é importante que essas cachoeiras estejam na lista: Cachoeira Rio Claro, Poço das Antas, cachoeira do Chiador, cachoeira do Braz e Cachoeira dos Jesuítas.
Informações pela SETUR do município.

5- CIRCUITO SERRAS ÁGUAS E CAFEZAIS

Tradição, história, quitutes deliciosos e lazer, são algumas atrações do circuito turístico de Iúna.


EMAIL turismo@iuna.es.gov.br
Conheça mais no SITE
https://www.facebook.com/circuitoserrasaguasecafezais/?fref=ts

10 de julho de 2016

Óbidos, Tomar e o Alentejo

Pela manhã  pegamos o carro no Douro e saímos para Tomar, antiga sede da ordem dos templários. A missão era visitar o famoso Castelo Templário ou Convento de Cristo classificado como Patrimônio da Humanidade. A cidade é super charmosa, vale também uma diária, mas não foi o que fizemos, visitamos apenas o Convento, o que valeu boas horas do dia, é grandioso e muito interessante, seguimos para Óbidos.


Óbidos é uma pequena vila de Portugal que recebe centenas de turistas por dia. As visitas são rápidas, porém indico passar uma noite para desfrutar melhor a gastronomia, o ambiente, e aproveitar para descansar da correria da viagem.
Nos hospedamos no Josefas Óbidos e fomos conhecer o restaurante "A nova casa do Ramiro", onde vale destacar o atendimento diferenciado. 
Pela manhã saímos para conhecer a cidade e o que vimos foram lojinhas e mais lojinhas de artesanato. A grande atração é o castelo onde fica um restaurante. Escolhemos o Tasca Torta para almoçar e comemos de sobremesa o "melhor bolo de chocolate do mundo", assim mesmo eles chamam, é um bolo delicioso!
Comer os doces típicos da região é uma grande pedida, encontrei ovos moles de Aveiro em uma das lojas. No final da tarde caminhar nas muralhas e ver o pôr do sol é o melhor programa.



No dia seguinte partimos para Évora no Alentejo. A viagem é linda, surpreendente as paisagens, Portugal é um encanto!
Passamos rapidamente no hotel para deixar as malas, pois tínhamos uma visita com almoço agendada na Herdade do Esporão em Reguengos. Lá conhecemos o vinho de Ânfora, herança dos romanos. Para andar na região é bom ter cuidado com as coordenadas no GPS, melhor não usar e ir com outras referências. Nos hospedamos no Vitória Stone Hotel, que possui uma decoração típica e moderna.





O fim da tarde foi em Monsaraz, uma vila medieval erguida no cume de uma colina na planície alentejana. Dominada pelos mouros no século XII e depois entregue aos templários, a vila parou na história e reina brilhando as paredes brancas caiadas dos casarios da época.



26 de junho de 2016

Magnífico Douro

Continuamos nossa viagem em Portugal seguindo de Porto para a região do Douro, onde ficam as vinícolas de vinho do Porto. Para o tour optamos em alugar um carro. Tínhamos uma visita com almoço agendado na Quinta da Pacheca em Peso da Régua logo na chegada, então saímos cedo e na viagem ainda tivemos tempo para um stop em Amarantes, não economizamos  na exploração das cidades e vilas pelo caminho. 

Quinta da Pacheca
Chegar a Quinta da Pacheca não foi difícil usando o GPS. A quinta tem uma estrutura muito boa que inclui restaurante com uma comida maravilhosa e hospedagem, porém hospedamos na Quinta do Casaldronho, um pouco menor com uma vista fantástica. As melhores hospedagens da região estão nas quintas.

Quinta do Casaldronho
Quinta do Casaldronho












O Douro para mim é um lugar mágico, a região é cinematrográfica, quando saímos para a cidade do Pinhão, pegamos a estrada na margem do rio, vale ressaltar que toda a margem é coberta de vinhedos, as quintas. O passeio de barco saindo de Pinhão está na região mais bonita do Douro no Cima Corgo. Após o passeio que durou duas horas, fomos conhecer o mirante Casal de Loivos.





O entardecer no Douro é algo de tirar o fôlego, na primavera então é magnífico, e ainda pode-se degustar os pratos do Chef  Rui Paula no Restaurante DOC bem às margem do Rio Douro.


Em nossa estadia visitamos também a Quinta do Vallado. Tanto na Pacheca quanto na Vallado recebemos uma excelente apresentação e atendimento.


Passamos em Lamego, uma cidade próxima bem interessante, e um restaurante que conhecemos através de dicas na internet e ficamos super satisfeitos foi o Castas e Pratos em Peso da Régua na estação de trem, muito bom!

O Douro produz hoje vários vinhos premiados mundialmente e o único vinho do Porto da história da humanidade. Conhecer o Douro é isso. Até a próxima!




15 de junho de 2016

Tour em Portugal- Porto e Minho

Para brasileiros do interior como eu Portugal é uma excelente opção de viagem ao exterior. Digo isso porque aqui no Caparaó Capixaba, interior do Espírito Santo, a língua estrangeira é um desafio, falamos o mineirês, pois estamos compartilhando a divisa com os mineiros, estrangeiro por aqui tem alguns sim, desfrutando das belezas de nossa Serra e cachoeiras.
Então sigamos para Portugal, a terra dos colonizadores do nosso Brasil, povo muito simpático e solícito, me senti em casa nos dias que fiquei por lá, desfrutando de todo patrimônio histórico e cultural de um povo que respeita suas origens e sua história.
Viajar é preciso, viver não é preciso sem viajar!
Meu roteiro começa na cidade de Porto, ao norte de Portugal. A principal atração da cidade para mim foram as caves de vinho do Porto que ficam em Vila Nova de Gaia e o belo Rio Douro com os barcos rabelo que eram usados para o transporte do vinho. Sem falar em inúmeras garrafeiras pela cidade, a gastronomia e as atrações culturais. Porto é encantadora!
Escolhemos  a  cave graham's e seu restaurante Vinum para explorar o objetivo principal da viagem, a enogastronomia.




De Porto é possível visitar outras cidades e nós escolhemos Guimarães e Braga, região do Minho. Saímos cedo, mas a chuva atrasou a programação, ficamos mais de uma hora procurando guarda-chuva no comércio de Guimarães para conseguir fazer o roteiro. Começamos pelo Castelo de Guimarães, o Paço dos Duques de Bragança e seguimos explorando a Praça Toural e o Largo do Oliveira. Guimarães é uma cidade imperdível de visitar, pois é onde nasceu  Portugal, almoçamos no restaurante que se chama Casa Amarela e foi delicioso, também visitamos a Igreja de São Francisco, fiquei impressionada pela beleza. Braga é conhecida como a Roma Portuguesa, no dia que visitamos estava acontecendo uma feira medieval que ocorre uma vez por ano, com gastronomia, apresentações culturais e artesanato. A Sé de Braga e o Santuário de Bom Jesus do Monte são paradas obrigatórias na cidade.


Tenho mais de Portugal para mostrar, mas vou deixar para a próxima postagem.


video