26 de junho de 2016

Magnífico Douro

Continuamos nossa viagem em Portugal seguindo de Porto para a região do Douro, onde ficam as vinícolas de vinho do Porto. Para o tour optamos em alugar um carro. Tínhamos uma visita com almoço agendado na Quinta da Pacheca em Peso da Régua logo na chegada, então saímos cedo e na viagem ainda tivemos tempo para um stop em Amarantes, não economizamos  na exploração das cidades e vilas pelo caminho. 

Quinta da Pacheca
Chegar a Quinta da Pacheca não foi difícil usando o GPS. A quinta tem uma estrutura muito boa que inclui restaurante com uma comida maravilhosa e hospedagem, porém hospedamos na Quinta do Casaldronho, um pouco menor com uma vista fantástica. As melhores hospedagens da região estão nas quintas.

Quinta do Casaldronho
Quinta do Casaldronho












O Douro para mim é um lugar mágico, a região é cinematrográfica, quando saímos para a cidade do Pinhão, pegamos a estrada na margem do rio, vale ressaltar que toda a margem é coberta de vinhedos, as quintas. O passeio de barco saindo de Pinhão está na região mais bonita do Douro no Cima Corgo. Após o passeio que durou duas horas, fomos conhecer o mirante Casal de Loivos.





O entardecer no Douro é algo de tirar o fôlego, na primavera então é magnífico, e ainda pode-se degustar os pratos do Chef  Rui Paula no Restaurante DOC bem às margem do Rio Douro.


Em nossa estadia visitamos também a Quinta do Vallado. Tanto na Pacheca quanto na Vallado recebemos uma excelente apresentação e atendimento.


Passamos em Lamego, uma cidade próxima bem interessante, e um restaurante que conhecemos através de dicas na internet e ficamos super satisfeitos foi o Castas e Pratos em Peso da Régua na estação de trem, muito bom!

O Douro produz hoje vários vinhos premiados mundialmente e o único vinho do Porto da história da humanidade. Conhecer o Douro é isso. Até a próxima!




15 de junho de 2016

Tour em Portugal- Porto e Minho

Para brasileiros do interior como eu Portugal é uma excelente opção de viagem ao exterior. Digo isso porque aqui no Caparaó Capixaba, interior do Espírito Santo, a língua estrangeira é um desafio, falamos o mineirês, pois estamos compartilhando a divisa com os mineiros, estrangeiro por aqui tem alguns sim, desfrutando das belezas de nossa Serra e cachoeiras.
Então sigamos para Portugal, a terra dos colonizadores do nosso Brasil, povo muito simpático e solícito, me senti em casa nos dias que fiquei por lá, desfrutando de todo patrimônio histórico e cultural de um povo que respeita suas origens e sua história.
Viajar é preciso, viver não é preciso sem viajar!
Meu roteiro começa na cidade de Porto, ao norte de Portugal. A principal atração da cidade para mim foram as caves de vinho do Porto que ficam em Vila Nova de Gaia e o belo Rio Douro com os barcos rabelo que eram usados para o transporte do vinho. Sem falar em inúmeras garrafeiras pela cidade, a gastronomia e as atrações culturais. Porto é encantadora!
Escolhemos  a  cave graham's e seu restaurante Vinum para explorar o objetivo principal da viagem, a enogastronomia.




De Porto é possível visitar outras cidades e nós escolhemos Guimarães e Braga, região do Minho. Saímos cedo, mas a chuva atrasou a programação, ficamos mais de uma hora procurando guarda-chuva no comércio de Guimarães para conseguir fazer o roteiro. Começamos pelo Castelo de Guimarães, o Paço dos Duques de Bragança e seguimos explorando a Praça Toural e o Largo do Oliveira. Guimarães é uma cidade imperdível de visitar, pois é onde nasceu  Portugal, almoçamos no restaurante que se chama Casa Amarela e foi delicioso, também visitamos a Igreja de São Francisco, fiquei impressionada pela beleza. Braga é conhecida como a Roma Portuguesa, no dia que visitamos estava acontecendo uma feira medieval que ocorre uma vez por ano, com gastronomia, apresentações culturais e artesanato. A Sé de Braga e o Santuário de Bom Jesus do Monte são paradas obrigatórias na cidade.


Tenho mais de Portugal para mostrar, mas vou deixar para a próxima postagem.


video