9 de setembro de 2011

CAP.VII - DESPEDINDO DE ROMA NA BASÍLICA DE SÃO PAULO.

   Um apóstolo de Társo, a biografia de São Paulo é uma lição de vida para todo sempre.

A VIDA DE SÃO PAULO


     Paulo nasceu entre o ano 5 e 10 da era cristã, em Tarso, capital da Silícia, na Ásia Menor,cidade aberta às influências culturais e às trocas comerciais entre o Oriente e o Ocidente. Descende de uma família de judeus da diáspora, pertencente à tribo de Benjamim, que observava rigorosamente a religião dos seus pais, sem recusar os contatos com a vida e a cultura do Império Romano. Os pais deram-lhe o nome de Saul (nome do primeiro rei dos judeus) e o apelido Paulo. O nome Saul passou para Saulo porque assim era este nome em grego. Mais tarde, a partir da sua primeira viagem missionária no mundo greco-romano, Paulo usa exclusivamente o sobrenome latino Paulus.

 
    Recebeu a sua primeira educação religiosa em Tarso tendo por base o Pentateuco e a lei de Moisés. A partir do ano 25 d.C. vai para Jerusalém onde frequenta as aulas de Gamaliel, mestre de grande prestígio, aprofundando com ele o conhecimento do Pentateuco escrito e oral.


    Aprende a falar e a escrever aramaico, hebraico, grego e latim. Pode falar publicamente em grego ao tribuno romano, em hebraico à multidão em Jerusalém (Act 21,37.40) e catequizar hebreus, gregos e romanos.

    Paulo é chamado “o Apóstolo” por ter sido o maior anunciador do cristianismo depois de Cristo. Entre as grandes figuras do cristianismo nascente, a seguir a Cristo, Paulo é de facto a personalidade mais importante que conhecemos. É uma das pessoas mais interessantes e modernas de toda a literatura grega, e a sua Carta aos Coríntios é das obras mais significativas da humanidade.


    Escreveu 13 cartas às igrejas por ele fundadas: cartas grandes: duas aos tessalonicenses; duas aos coríntios; aos gálatas; aos romanos. Da prisão: aos filipenses;bilhete a Filémon; aos colossenses; aos efésios. Pastorais: duas a Timóteo e uma a Tito.


    Quando estava preso em Cesareia, Paulo apela para César e o governador Festo envia-o para Roma, aonde chegou na Primavera do ano 61. Viveu dois anos em Roma em prisão domiciliária. Sofreu o martírio no ano 67, no final do reinado de Nero, na Via Ostiense, a 5 quilómetros dos muros de Roma.

http://www.saopauloapostolo.net/vida.htm 


    Esta Basílica fica ao sul de Roma e pode ser visitada com tranquilidade. As imagens dos Papas estão em torno do teto, sendo que a imagem do atual  Papa permanece iluminada e só ficará apagada após o falecimento.





Na foto a seguir a sepultura de São Paulo.


Ao terminar a visita podemos comprar umas lembranças na loja que fica logo na saída.


    Já estou com muitas saudades de Roma, pretendo voltar em breve para completar meu tour, conhecer mais um pouco desta cidade eterna.

Próximo capítulo: Florença



Um comentário:

  1. Muito legal! Me ajudou até no meu trabalho de história da arte.

    ResponderExcluir